JF Diorio/Estadão
JF Diorio/Estadão

Flávio Rocha diz que Bolsonaro precisa 'trocar o chip' da campanha e governar

Segundo o empresário, atritos entre presidente e Rodrigo Maia devem servir de alerta ao governo

Daniel Weterman e Pedro Venceslau, O Estado de S.Paulo

26 de março de 2019 | 21h03

Após conversar com o presidente Jair Bolsonaro e com o ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, em Brasília, o presidente do Conselho de Administração da Riachuelo, Flávio Rocha, defendeu que o governo precisa trocar o "chip da campanha" pelo "chip de governar".

"É preciso trocar o chip da campanha, de acirramento, do inimigo comum, para o chip de governar e em torno de um propósito comum, e esse propósito maior é a nova Previdência", declarou Rocha, quando perguntado sobre que conselho deu a Bolsonaro ao chegar para um jantar com o vice-presidente Hamilton Mourão na casa do presidente da Fiesp, Paulo Skaf, no Morumbi, em São Paulo.

O empresário avaliou que os atritos entre Bolsonaro e o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), serviram como um "estremecimento" para alertar governo e Congresso sobre a urgência da reforma. "Hoje foi um dia que marcou a retomada do diálogo", disse. 

Mais conteúdo sobre:
Jair BolsonaroFlávio Rocha

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.