Gabriela Biló/Estadão
Gabriela Biló/Estadão

Financial Times e BBC destacam aceite de Moro para assumir Ministério da Justiça

Financial Times define Moro como o 'juiz que preside a investigação do maior escândalo de corrupção', mas aponta risco de Lava Jato ser uma 'caça às bruxas'

O Estado de S.Paulo

01 Novembro 2018 | 17h46

A decisão do juiz Sérgio Moro de aceitar o convite do presidente eleito, Jair Bolsonaro, para comandar o Ministério da Justiça virou destaque na imprensa internacional.

O Financial Times define Moro como o "juiz que preside a investigação do maior escândalo de corrupção" do país e traz declarações de analistas que destacam o movimento como positivo à medida que sugere a continuidade do combate a corrupção, mas negativo porque seria visto como "evidência de que a Lava Jato foi uma caça às bruxas", dado que Moro foi o responsável pela prisão do maior adversário de Bolsonaro, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, do PT.

Já a BBC traça um breve perfil de Moro, afirmando que "sua cruzada contra a corrupção o fez um herói para muitos, mas outros o acusam de perseguir políticos de esquerda, especialmente os do Partido dos Trabalhadores (PT)".

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.