Reprodução
Reprodução

'Financial Times' diz que Brasil está à beira de crise constitucional

Tema foi o segundo com mais destaque em jornal britânico; 'bloqueio de Lula alimenta a raiva nas ruas, com o Brasil caindo em uma crise', diz a manchete

Agência Estado

18 de março de 2016 | 08h22

Londres - O jornal britânico Financial Times avalia que os recentes desdobramentos da crise política colocam o Brasil à beira de uma crise institucional. "O Brasil oscila à beira de uma crise constitucional depois que um juiz bloqueou a nomeação do antecessor Luiz Inácio Lula da Silva para o gabinete da presidente Dilma Rousseff, o que gerou confrontos no Congresso e nas ruas", diz a reportagem do FT.

A edição impressa internacional do FT dá manchete ao Brasil nesta sexta-feira, 18. "Bloqueio de Lula alimenta a raiva nas ruas, com o Brasil caindo em uma crise", diz a manchete, que é acompanhada de uma foto da presidente Dilma conversando com Lula durante a cerimônia de posse, nesta quinta-feira, em Brasília. Na edição britânica, o tema é o segundo principal tema da primeira página.

A reportagem destaca que o Brasil tem vivido protestos populares após a divulgação de "gravações incendiárias" pela Justiça, que indicam a possibilidade de que a nomeação de Lula como ministro-chefe da Casa Civil pode ser parte de uma estratégia para evitar a prisão do ex-presidente. Após a divulgação das gravações, a presidente Dilma acusou a oposição de tentar um golpe contra o atual governo e o juiz Sérgio Moro de violar a Constituição, cita o FT. Já a oposição comemorou o aumento da possibilidade de impeachment.

Em outra reportagem, o FT diz que os recentes fatos políticos são surpreendentes "mesmo para os padrões políticos brasileiros", que seriam mais propensos a desdobramentos inesperados que no restante do mundo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.