Fim de semana será frio no Centro-Sul

As fotos feitas pelo satélite GOES mostram que uma frente fria avança por São Paulo e Mato Grosso do Sul, trazendo nuvens e chuva para o Sudeste e o Centro-Oeste. A forte massa de ar polar que vem atrás da frente fria derruba as temperaturas em todo o centro-sul do Brasil no fim de semana. Pode gear no oeste e sudoeste do Rio Grande do Sul, no oeste de Santa Catarina e no sudoeste do Paraná.Instabilidades tropicais causam chuvas nas áreas mais ao norte do Brasil. Uma massa de ar quente ainda garante sol no sul da Região Norte, no norte de Mato Grosso e de Goiás, no norte de Minas Gerais e na Região Nordeste. Em São Paulo, depois de passar um pouco mais de um mês sem chuva e de enfrentar uma onda de calor intensa nos últimos dias, o paulistano pôde refrescar-se um pouco ao anoitecer desta sexta-feira. Uma linha de chuva, trazida pela frente fria que finalmente conseguiu passar pelo Estado de São Paulo, entrou pelo oeste e centro-sul paulistas e avançou no fim da tarde pela Região Metropolitana, provocando chuvas fracas.O recorde histórico de temperatura máxima em maio foi batido na tarde de quinta-feira quando o termômetro atingiu 31,7 graus na estação do Inmet. Com a entrada de uma massa de ar polar no Sudeste, as temperaturas entram em acentuado declínio, ficando entre 15 e 20 na capital, 17 e 23 no litoral e 11 e 27 no interior, podendo atingir a mínima de 6 graus na Serra da Mantiqueira.No Paraná, as temperaturas baixaram hoje todo o Estado, marcando 9 graus, por volta das 15 horas, em Palmas, no sul do Estado, em contraste com o dia anterior, quando ficou em 23 graus. Em Curitiba, a temperatura oscilou entre 13 e 16 graus. Na quinta-feira, os termômetros marcaram 25 graus. Além do frio, choveu praticamente durante todo o dia em Curitiba. De acordo com o Simepar, as maiores temperaturas de hoje foram verificadas em Londrina e Maringá, onde os termômetros marcaram 23 graus.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.