Filme resgata história de área quilombola

A história de resistência e a briga pela regularização fundiária da área quilombola Kalunga, no norte de Goiás, virou documentário. Produzido por Luiz Elias e Pedro Nabuco, o trabalho exibido no 11º Festival Internacional de Cinema Ambiental (Fica) será apresentado esta semana às comunidades Kalunga. No material estão depoimentos e histórias de moradores que retratam os costumes e tradições africanas mantidas pelas comunidades que viviam praticamente isoladas até 1982, quando os diretores começaram as filmagens. "Lutei pelo filme para que eles tenham direito ao que é deles", disse Luiz Elias.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.