Carlos Humberto|STF
Carlos Humberto|STF

Filho de Teori faz alerta sobre falsos perfis

Francisco Zavascki pede ‘cuidado’ com boatos sobre morte do pai que circulam em redes sociais

Isabela Bonfim, O Estado de S.Paulo

23 de janeiro de 2017 | 05h00

O filho do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Teori Zavascki, Francisco Zavascki, alertou ontem para falsos perfis atribuídos a ele que levantam suspeitas sobre o acidente aéreo que matou o seu pai na quinta-feira passada.

“Pessoal, infelizmente criaram inúmeros perfis meus falsos! Cuidado com o que eles estão postando. Se possível, me ajudem a denunciá-los. Obrigado”, escreveu o filho do ministro. As páginas compartilham notícias e teorias sobre a morte do relator da Operação Lava Jato.

Francisco já havia usado sua página para confirmar que o pai havia embarcado no avião que caiu em Paraty, no Rio de Janeiro e, logo em seguida, para avisar sobre a morte do ministro. Foi quando o perfil de Francisco ganhou notoriedade. No mesmo dia, diversas páginas semelhantes foram criadas.

A reportagem do Estado identificou pelo menos oito páginas no Facebook que tentam imitar o perfil de Francisco, duas delas com mais de 3 mil seguidores. 

As páginas falsas compartilham mensagens que fortalecem a teoria – sem a apresentação de fundamentos técnicos – de que o ministro teria sido vítima de um crime, não de acidente. Relator da Lava Jato, Teori estava prestes a decidir sobre a homologação da delação de 77 executivos da Odebrecht. 

Investigação. Na sexta-feira, o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) pediu a abertura de uma comissão de investigação no Congresso. “Há necessidade de esclarecimento urgente, porque o próximo ministro será indicado por alguns investigados da operação”, afirmou Randolfe

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.