Filho de Lobão diz que ministro não sairá da pasta

O senador Edison Lobão Filho (PMDB-MA) afirmou na noite desta quarta-feira, 10, que seu pai, Edison Lobão, não pedirá demissão do cargo de ministro de Minas e Energia, cargo que ocupa por indicação do PMDB.

FABIO BRANDT, Estadão Conteúdo

11 de setembro de 2014 | 12h49

"Ele [Edison Lobão] não falou nada a respeito disso", afirmou Lobão Filho após participar de um debate promovido pela Federação das Indústrias do Maranhão entre ele e Flávio Dino (PCdoB), os dois principais candidatos ao governo do Maranhão.

A demissão do ministro passou a ser cogitada após o último fim de semana, quando seu nome foi elencado pela revista "Veja" entre os políticos citados pelo ex-diretor da Petrobrás, Paulo Roberto Costa, que tenta um acordo de delação premiada com as autoridades.

Costa foi preso em março pela Polícia Federal após a Operação Lava Jato desarticular um esquema internacional de lavagem de dinheiro e comércio ilegal de câmbio. Os processos iniciados por causa da operação incluem investigações sobre desvios em obras públicas e na Petrobrás.

Tudo o que sabemos sobre:
Lava JatoPetrobrasedison lobão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.