Filho de Cesar Maia consegue liberar verba para o Rio

O deputado Rodrigo Maia (PFL/RJ) disse à Agência Estado que não vai obstruir a sessão de amanhã do Congresso para votar a Lei de Diretrizes Orçamentária (LDO) e o Plano Plurianual (PPA). Maia informou que o Banco do Brasil e a prefeitura do Rio entraram em acordo na manhã de hoje sobre a liberação dos depósitos judiciais para o município, administrado por Cesar Maia, pai do deputado.Segundo o deputado, já estão depositados na conta da prefeitura, R$ 219 milhões, correspondentes a 70% dos depósitos judiciais de crédito tributário que totalizam R$ 314 milhões. O pefelista informou que amanhã deverão ainda ser liberados entre R$ 50 milhões e R$ 70 milhões para a prefeitura do Rio, provenientes também de depósitos judiciais mas o BB ainda está consolidando os valores. Na quinta-feira passada, Maia impediu a votação da LDO para pressionar o Banco do Brasil a mudar sua decisão de liberar apenas 40% dos depósitos em juízo. "Agora o Banco decidiu cumprir a lei e, por isso, amanhã não vou obstruir a sessão do Congresso", afirmou. O acordo foi fechado esta manhã entre o diretor do Banco, João Carlos de Matos, e o secretário de Fazenda do Rio, Francisco Almeida e Silva.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.