Filha de Nicolau é processada criminalmente

A Justiça Federal abriu hoje um processo criminal contra a filha do juiz aposentado Nicolau dos Santos Neto, Maria Cristina Bairão dos Santos. Ela é acusada de sonegação fiscal. Ex-mulher do administrador Marco Aurélio Gil de Oliveira - que denunciou o enriquecimento de Nicolau -, Maria Cristina é funcionária do Tribunal Regional do Trabalho (TRT) de São Paulo, que foi presidido pelo pai dela entre 1990 e 1992. A ação penal foi instaurada pelo juiz Fernando Moreira Gonçalves, da 7.ª Vara Criminal, que acolheu a denúncia da Procuradoria da República.Segundo a acusação, apresentada pela procuradora Fernanda Domingues, a filha de Nicolau omitiu rendimentos obtidos no período entre 1995 a 1998 - exercícios fiscalizados pela Receita Federal. Entre os casos apontados pelos auditores, há o da compra de um automóvel e de um terreno - os valores declarados teriam sido inferiores aos reais. A investigação sobre Maria Cristina foi desencadeada a partir do depoimento de Oliveira à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Judiciário no Senado, em abril de 1999. Ele revelou detalhes do patrimônio de Nicolau e da ex-mulher.O juiz intimará Maria Cristina para interrogatório. Em janeiro de 2000, Gonçalves decretou o seqüestro dos ativos de Nicolau na Suíça - US$ 3,8 milhões depositados na conta Nissan, no Santander de Genebra. Nicolau está sob regime de prisão domiciliar. Segundo os advogados dele, o juiz encontra-se "seriamente enfermo".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.