Filha de Fernando Henrique é exonerada do governo

Três meses e meio depois de ser escolhida pelo ex-presidente Fernando Henrique Cardoso para integrar a sua assessoria especial bancada pela União, a sua filha, Luciana Cardoso, foi exonerada hoje do cargo. Como ex-presidente, Fernando Henrique tem direito a contratar oito pessoas para trabalhar na sua segurança e assessoria direta. Com a saída de Luciana, cinco dos oito cargos permanecem ocupados. A exoneração de Luciana é retroativa a 11 de abril. Há algumas semanas, em visita ao Planalto, onde trabalhou durante os oito anos ao lado do pai, Luciana Cardoso informou que estava ocupando este cargo apenas durante o período em que o ex-presidente e D.Ruth estavam na Europa, de férias, para que ela pudesse cuidar de assuntos pessoais da família ainda pendentes na capital. Agora, esclareceu, ela irá se dedicar a outro tipo de trabalho, mas não revelou onde nem o que fará. Luciana Cardoso ocupava a função DAS-4, cujo salário é de R$ 4,85 mil. Todos os ex-presidentes têm direito a nomear ainda dois DAS-5 (R$ 6,3 mil), dois DAS-4, dois DAS-2 (R$1,39 mil) e dois DAS-1 (R$ 1,22 mil). Os ex-presidentes José Sarney e Itamar Franco, também têm direito ao benefício e ainda dispõem de vagas para nomear auxiliares.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.