Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Fiesp festeja desoneração dos PIS para manufaturados

A Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) comemorou fim da cumulatividade do PIS-Pasep e a desoneração do tributo para os produtos manufaturados que forem exportados, anunciados pelo secretário da Receita Federal, Everardo Maciel. "É um pleito que a indústria vem fazendo há muito tempo, é uma mudança muito bem vinda", disse Roberto Faldini, diretor-adjunto do Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos (Depecon) da Fiesp. Ele acredita que as exportações brasileiras aumentarão depois que a medida entrar em vigor, em 1º de dezembro. "Nossos produtos são competitivos da porta das fábricas para dentro. O problema é a tributação excessiva", afirmou. Faldini ressalvou, entretanto, que a MP da chamada minirreforma tributária ainda não resolveu todos os problemas. "É só um passo. Temos que ter a confiança de que esse governo ainda tomará medidas e que o próximo continue a fazer o que este governo pavimentou", afirmou. Para ele, o cenário macroeconômico ainda é instável e provoca escassez de crédito, falta de investimento e aumento do custo do dinheiro. "Não acredito em uma recuperação forte da indústria até o final deste ano, apesar de achar que haverá melhora", disse, ao comentar o resultado do PIB industrial ao primeiro semestre, divulgado hoje pelo IBGE, que mostra uma queda de 1,78% para o total da indústria e de 0,3% para a de transformação.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.