Fiesp diz não temer investigação

A Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) negou participação no suposto esquema e disse "não temer qualquer investigação". "A Fiesp não se envolve, de maneira alguma, em eventuais relações entre empresas do setor que representa e partidos políticos, ou candidatos deles", diz a nota. Coordenador do escritório da Fiesp em Brasília e assessor de Paulo Skaf, presidente da entidade, Luiz Henrique Bezerra disse não saber o teor das investigações. "Apoiamos a PF e queremos que apurem, mas não posso fazer comentários sem saber do que se trata."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.