Fidel lamenta morte de Brizola, "amigo de Cuba"

O vice-presidente do PDT, Carlos Luppi, distribuiu durante o velório doex-governador Leonel Brizola, no Palácio Guanabara no Rio de Janeiro, uma nota com declarações do presidente de Cuba, FidelCastro, lamentando a morte de Brizola. Na nota, Fidel diz que está profundamente consternado com a morte do "amigo de Cuba","incansável e histórico, lutador das causas e dos interesses do povo brasileiro". De acordo com a nota, Fidel considerou queBrizola,, desde muito jovem se destacou por suas firmes posições nacionalistas, e foi um dos precursores do avanço políticodemocrático, tanto no âmbito interno, quanto na política externa do Brasil. O presidente de Cuba afirmou que Brizola será uma"referência obrigatória para os lutadores nacionalist as e anti-imperialistas". Fidel afirmou que vai se lembrar sempre dahospitalidade com a qual Brizola o recebeu em sua residência, em março de 1990, e da visita que o ex-governador fez à Cuba emmaio de 1991. O presidente de Cuba finaliza a carta dando os pêsames ao "povo brasileiro, ao PDT, aos seus familiares,companheiros e amigos" pela morte de Brizola.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.