'Fichas-sujas' assumem cargos no governo de MT

Cinco deputados "fichas-sujas" de Mato Grosso se licenciaram logo após a posse, ontem, para assumir cargos no governo do Estado. Os deputados estaduais Teté Bezerra (PMDB), Antonio Azambuja (PP) e João Malheiros (PR) e os federais Pedro Henry e Eliene Lima, ambos do PP, são réus em ações que tramitam na Justiça. Os parlamentares respondem por crimes que vão desde improbidade administrativa, lavagem de dinheiro, peculato, formação de quadrilha e corrupção ativa e passiva a desvio de dinheiro público. Todos eles negam as acusações.

AE, Agência Estado

02 de fevereiro de 2011 | 10h03

Os três deputados estaduais assumiram pastas que estarão ligadas diretamente à realização da Copa de 2014: Desenvolvimento e Turismo, Esportes e Cultura. Já Pedro Henry assumiu a Secretaria de Saúde e Eliene Lima, a recém-criada Secretaria de Estado de Ciência e Tecnologia.

O deputado José Riva (PP) foi eleito presidente da Mesa Diretora da Assembleia de MT com apenas um voto contra. Desde 1999, Riva se reveza entre a presidência e a primeira secretaria. Ele responde a 166 ações civis públicas por peculato, lavagem de dinheiro e formação de quadrilha e foi condenado em quatro processos. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Tudo o que sabemos sobre:
governoMTfichas-sujascargos

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.