Ficha Limpa barra mais cinco candidaturas em MG

Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais (TRE-MG) indeferiu o registro de mais cinco candidaturas a deputado com base na Lei da Ficha Limpa. Na sessão desta quarta-feira, o plenário do tribunal indeferiu, por unanimidade (cinco votos a zero), os registros dos candidatos a deputado estadual Wellington Magalhães e Maria Lúcia Soares de Mendonça (DEM), além do candidato a deputado federal Carlos Alberto Pereira (PDT). Em todos esses casos, o TRE acolheu as impugnações apresentadas pelo Ministério Público Eleitoral (MPE).

EDUARDO KATTAH, Agência Estado

28 Julho 2010 | 19h37

Entre os que tiveram candidatura barrada pelo TRE está também o deputado federal Silas Brasileiro (PMDB), que foi secretário executivo do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. O juiz Benjamin Rabello indeferiu na terça-feira o registro com base em notícia de inelegiblidade feita por um cidadão à Justiça Eleitoral.

Ainda na terça-feira, o plenário do tribunal indeferiu o pedido registro de Antônio Carlos Bouzada, candidato a deputado estadual pelo PC do B. A inelegibilidade foi causada pelo fato de Bouzada estar com os direitos políticos suspensos. Os candidatos atingidos pela Ficha Limpa poderão recorrer.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.