FHC veta filosofia e sociologia no ensino médio

O presidente Fernando Henrique Cardoso vetou projeto que tornava obrigatórias as disciplinas de filosofia e sociologia no ensino médio (2º grau). Ex-professor de Sociologia da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras da Universidade de São Paulo (USP), Fernando Henrique alegou que o número de profissionais na área é insuficiente e os Estados e o Distrito Federal não dispõem de recursos para novas contratações. ?Não há no País formação suficiente de tais profissionais para atender a demanda que advirá caso fosse sancionado o projeto, situações que por si só recomendam que seja vetado na sua totalidade por ser contrário ao interesse público?, disse o presidente na mensagem enviada ao presidente do Senado, Ramez Tebet (PMDB-MS).O veto do presidente pode ser derrubado pelo Congresso, mas essa situação é rara. O projeto de inclusão da filosofia e da sociologia no currículo do ensino médio era defendido pelos parlamentares oposicionistas.A decisão do presidente já era esperada. Nesta semana, o senador governista Romero Jucá (PSDB-RR) já havia usado a tribuna do Senado para comentar a falta de professores das duas disciplinas para a mudança curricular aprovada no Congresso.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.