Gabriela Biló
Gabriela Biló

FHC vê impacto na imagem do Brasil com início de governo Bolsonaro

Em entrevista à Radio France Internationale (RFI), ex-presidente afirmou ser oposição ao novo governo, mas disse torcer para que presidente não erre

Marcelo Osakabe, O Estado de S.Paulo

15 de janeiro de 2019 | 14h07

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso disse que a percepção do mundo em relação ao Brasil foi afetada negativamente após a eleição de Jair Bolsonaro para a Presidência. Em entrevista à Radio France Internationale (RFI), FHC disse também ser oposição ao novo governo, mas que torce para a atual gestão "não erre" pelo bem do Brasil.

Segundo o tucano, que participou de um evento em Paris, "o governo começou complicado", com ações recentes nos primeiros dias do governo Bolsonaro que são "difíceis de imaginar que o mundo aceite com aplausos".

"A percepção do resto do mundo e particularmente na França é negativa", comentou, citando como exemplos a recusa em participar do pacto de imigração da ONU e a intenção de deixar a convenção sobre o Clima. Na segunda, o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, disse que o presidente concordou em manter o Brasil no Acordo de Paris.

FHC afirmou ainda que seria oposição "de qualquer maneira" porque não votou em Bolsonaro e que vê no governo elementos de extrema-direita. Por outro lado, não declarou voto em Fernando Haddad porque nunca esteve de acordo com as posições do PT.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.