FHC vai escolher entre três tipos de CPMF

Os ministérios da Fazenda e do Planejamento prepararam três opções de modelo para prorrogação da CPMF, entre as quais o presidente Fernando Henrique Cardoso escolherá a mais viável de ser aceita no Congresso.A primeira opção é a simples prorrogação da CPMF atual por pouco mais de 30 meses; a segunda, a mais provável de ser selecionada, prevê a prorrogação por 30 meses - contemplando o fim deste governo e o primeiro ano do próximo -, mas retira a CPMF das aplicações em bolsa e algumas outras operações no mercado financeiro.A terceira hipótese contempla a transformação da CPMF num imposto permanente e a dedução mais ampla da contribuição paga por todos os contribuintes pessoas físicas e empresas, na declaração anual do Imposto de Renda.Esta alternativa, no entanto, tem a desvantagem de provocar uma perda muito elevada na arrecadação.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.