FHC vai ao Chile para reunião do Grupo do Rio

O Presidente Fernando Henrique Cardoso participará em Santiago do Chile, a partir de sexta-feira, da XV Reunião de Chefes de Estado e de Governo do Grupo do Rio. O presidente estará acompanhado do ministro das Relações Exteriores, Celso Lafer, que participará na quinta-feira da Reunião de Ministros das Relações Exteriores do Grupo do Rio. Segundo a assessoria de imprensa do Ministério das Relações Exteriores, esta será a décima-quinta reunião de cúpula anual do Grupo do Rio, também conhecido como o Mecanismo Permanente de Consulta e Concertação Política. Integram o Grupo do Rio os presidentes de 19 países: Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Colômbia, Costa Rica, El Salvador, Equador, Guatemala, Guiana, Honduras, México, Nicarágua, Panamá, Paraguai, Peru, República Dominicana, Uruguai e Venezuela. Além de tratar em reuniões plenárias e em encontros paralelos das questões políticas e econômicas de maior atualidade e interesse para a região, os presidentes deverão considerar e firmar o documento intitulado "Declaração de Santiago: Avaliação do Grupo do Rio em seus primeiros Quinze Anos de Existência e Projeção do Mecanismo no Novo Século". Os Chefes de Estado, segundo o Itamaraty, discutirão ainda temas referentes à Sociedade da Informação e suas implicações para a América Latina e à Conferência Internacional sobre o Financiamento ao Desenvolvimento, a realizar-se no México em março de 2002. Por iniciativa do Presidente chileno Ricardo Lagos, os Chefes de Estado participarão de cinco videoconferências simultâneas, interligadas a diferentes localidades do Chile. O Presidente Fernando Henrique Cardoso deverá integrar a videoconferência que terá por tema os desafios da globalização, ao lado dos Presidentes Alejandro Toledo, do Peru, Francisco Flores, de El Salvador, e Baharrat Jagdeo, da Guiana.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.