FHC, Serra e Índio da Costa no show de Paul

Deputado do DEM se esbaldou na pista dançando com a namorada, enquanto tucanos limitaram-se a observar o show; artistas davam autógrafos e tiravam fotos

Jotabê Medeiros

22 de novembro de 2010 | 02h38

SÃO PAULO - Um ex-presidente, um ex-candidato a presidente e um ex-candidato a vice aproveitaram o show de Paul McCartney, na noite de domingo, 21, no Morumbi, para espairecer e recuperar o fôlego político. Fernando Henrique Cardoso (PSDB) não saiu do camarote, mas José Serra (PSDB) arriscou-se na pista Prime e o ex-candidato a vice em sua chapa, Índio da Costa (DEM), dançou de se acabar com a namorada na pista.

"Minha música preferida foi Yesterday, porque ele tocou sozinho, com o violão" disse Índio da Costa, que disse ter assistido ao show anterior do ex-beatle no Brasil, no Maracanã, em 1993. " É incrível, ele parece que tá melhorando, cheio de energia, a voz cada vez melhor", comentou.O deputado disse que, no momento, prefere não falar em futuro político e que sua meta, no momento, é concluir bem o seu mandato. "Vou receber um prêmio essa semana, estou entre os 10 deputados mais atuantes", comemorou.

Na pista, o que se viu foi um desfile multipartidário e multicultural: o vocalista do Skank, Samuel Rosa, dava autógrafos de um lado; do outro, o ator Dan Stulbach tirava fotos com fãs. Bandeiras do time do Bahia e do Ceará eram vistas no gramado. José Serra, candidato derrotado á presidência, andou entre o publico e foi muito cumprimentado. Paul McCartney conseguiu uma trégua cultural insólita na madrugada de São Paulo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.