FHC, Serra e Aécio discutem unidade partidária

Os tucanos continuam em busca de unidade partidária, com o objetivo de aglutinar os nomes fortes do partido em torno das estratégias que serão definidas para as eleições municipais de 2004 e a presidencial 2006. Com essa finalidade, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso reuniu-se hoje em um hotel da Capital com o governador de Minas Gerais, Aécio Neves (PSDB), e o ex-senador e candidato derrotado à Presidência pelo PSDB, José Serra. Um dos assuntos em pauta, segundo fontes próximas da cúpula tucana, foi a necessidade urgente de reparar as fissuras que foram abertas nas últimas eleições presidenciais, onde muitos caciques do partido entraram em verdadeira rota de colisão durante o pleito que elegeu o petista Luiz Inácio Lula da Silva. Para a direção do partido, é importante vencer as mágoas e diferenças e partir coeso para os próximos pleitos. Os tucanos lembram que o Partido dos Trabalhadores só chegou ao poder graças à unidade de ação.Encarregado de aparar essas arestas e deixar o partido articulado para enfrentar o desafio das próximas eleições, FHC começa a voltar à cena política brasileira e a fazer discretas críticas a Lula. Porém, antes de enfrentar novamente o PT, os tucanos sabem que precisam arrumar o partido, que se desarticulou depois da derrota de Serra. Nessas conversas, os tucanos começam também a discutir os nomes que deverão compor essas disputas. Existe uma torcida muito forte, por parte de muitos tucanos, para que Serra dispute as eleições municipais do ano que vem em São Paulo. Serra ainda não se manifestou oficialmente sobre o assunto. Os amigos mais próximos garantem que o desejo dele é disputar novamente as eleições presidenciais, porém, não descartam que ele poderá ser convencido pelo partido a entrar na disputa pela Prefeitura.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.