FHC sanciona projeto bolsa-escola

O presidente Fernando Henrique Cardoso assinou na manhã hoje a sanção da lei que criou o projeto bolsa-escola. Na solenidade, a lei recebeu o nome de "Magalhães Teixeira", em homenagem ao prefeito tucano de Campinas, morto há dois anos, o primeiro a implantar o projeto. O ministro da Educação, Paulo Renato, disse que a expectativa do governo é atingir 10 milhões de crianças com o projeto até o fim do ano. De abril a dezembro de 2001 serão aplicados R$ 1,7 bilhão no projeto e para o próximo ano a previsão é de um orçamento de R$ 2 bilhões.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.