FHC: rebeliões causam indignação

O presidente Fernando Henrique Cardoso comentou que as rebeliões nos presídios paulistas "afetam certamente" a imagem do País no exterior, mas o mais importante é que ?afetam a nós?. ?A maior indignação é nossa", disse. Foi o que informou o porta-voz da Presidência da República, Georges Lamazière. Segundo ele, o presidente considera que o governo de São Paulo fez o que tinha que ser feito, dominando a rebelião. Observou, também, que o governo federal se fez presente, pelo ministro da Justiça, José Gregori, que estava em São Paulo, acompanhando os acontecimentos. O porta-voz lembrou que o governo federal ampliou, em muito, as verbas para construção de novos presídios. Em 2000 foram destinados paras esta finalidade R$ 9 milhões, valor que foi aumentado para R$ 66 milhões, em 2001. "Mas é verdade - e o governo federal entende assim - que apenas o aumento do número de presídios não resolve o problema carcerário", afirmou o porta-voz. Ainda segundo o porta-voz, o presidente recordou que o Estado de São Paulo, a quem cabe a solução do problema, "tem trabalhado muito?.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.