FHC promete R$ 180 milhões para rodovias federais

O governo vai repassar em agosto R$ 180 milhões a 18 Estados, para a recuperação de trechos mais críticos das rodovias federais. O anúncio foi feito pelo presidente Fernando Henrique Cardoso no programa semanal de rádio, "Palavra do Presidente", transmitido todas as terças-feiras. Fernando Henrique atribuiu o péssimo estado das rodovias ao tempo das estradas federais (25 anos, apesar de uma vida útil de 12 a 15 anos), ao aumento da frota de veículos (4,5 milhões em 1975, contra a frota atual de 32 milhões) e ao aumento da tonelagem dos caminhões.O presidente reconheceu, no entanto, ter sido responsável, como constituinte em 1988, pelo fim do Fundo Nacional dos Transportes, "que mantinha as estradas em boas condições". Segundo ele, o governo agora tenta reservar recursos, em caráter permanente, para recuperar a malha rodoviária. A emenda constitucional está tramitando no Congresso. "Não se trata de criar imposto, mas de poder destinar para as rodovias recursos que já existem sobre a revenda, o refino e a importação de petróleo, de gás natural e de álcool", afirmou o presidente.Ele informou também que além da privatização de algumas estradas federais, nas regiões Sul e Sudeste, que podem, cobrar pedágio, o governo pretende terceirizar os serviços de manutenção das rodovias. "Isso vai liberar o nosso pessoal para fiscalizar melhor os serviços e a aplicação de recursos", afirmou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.