FHC proíbe ministros de falarem sobre o painel

O presidente Fernando Henrique Cardoso proibiu os ministros e os auxiliares do Planalto de "emitir opiniões" a respeito da violação do painel de votação eletrônica do Senado. Segundo o porta-voz da Presidência, Georges Lamazière, Fernando Henrique disse que "não autorizou quem quer que seja, inclusive parlamentares, a propagar opiniões atribuídas ao presidente sobre o caso, tal como vem indevidamente ocorrendo".O presidente disse que afirmação feita hoje pelo governador de Minas Gerais, Itamar Franco, que disse não acreditar que o ex-líder do governo José Roberto Arruda (sem partido-DF) tenha tido em mãos a lista da votação secreta de cassação do senador Luiz Estevão (PMDB-DF) sem mostrá-la ao presidente, é leviana. "O presidente lamenta as leviandades reiteradas do governador de Minas Gerais, que deslustram a sua biografia. O presidente considera que ninguém deve julgar o comportamento dos outros pelo seu".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.