FHC pede provas de suposta ação do PSDB contra Medeiros

O presidente Fernando Henrique Cardoso confirmou nesta quarta-feira o desafio que fez ao presidente da Força Sindical, Paulo Pereira da Silva, para que apresente provas do envolvimento de ministros tucanos em um suposto complô contra o deputado Luís Antônio Medeiros (PL-SP), que deverá ser alvo de investigações pelo Conselho de Ética da Câmara dos Deputados. ?O presidente disse que se fossem apresentadas provas, demitiria qualquer dos envolvidos?, afirmou o porta-voz adjunto da presidência, Alexandre Parola.O sindicalista denuncia um suposto complô contra Medeiros para favorecer a candidatura do ministro da Saúde, José Serra, a sucessão presidencial de 2002. Paulo Pereira da Silva atribuiu a ministros próximos ao presidente a autoria das denúncias que colocam em risco o mandato do deputado, ligando ao assunto além do próprio Serra, o secretário-geral da Presidência, Aloysio Nunes Ferreira e o ex-secretário de Comunicação do governo, Andrea Matarazzo.Por intermédio de Parola, Fernando Henrique desqualificou as denúncias do sindicalista e negou que o tenha procurado para discutir o assunto. ?Foi o dirigente da Força Sindical quem ligou para o presidente?, disse o porta-voz. ?O presidente respondeu que as alegações não eram verdade e que havia conversado com as pessoas citadas?.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.