FHC pede aprovação do pacote de segurança

O presidente Fernando Henrique Cardoso fez, no Palácio do Planalto, um alerta ao Congresso para que aprove as medidas encaminhadas pelo governo para que se resolva o problema da segurança pública. Durante discurso na solenidade de assinatura de convênios para a liberação de recursos do Fundo Nacional de Segurança, Fernando Henrique afirmou: "Queremos dar um basta à violência, à desordem e à quebra da hierarquia". Ele disse que tem total confiança em que o Congresso aprovará as propostas com uma tramitação rápida, uma vez que tal questão está incluída entre as prioridades nacionais. O presidente ressaltou que espera que a situação que ocorreu em alguns Estados, com a crise nas polícias, não se repita. "Queremos induzir, não impor, os Estados a discutirem uma forma de articulação entre suas polícias. Sabemos que não podemos resolver isso por decreto. O objetivo é uma cooperação mais estreita entre essas polícias", afirmou o presidente. Segundo ele, é importante que, na discussão sobre as medidas encaminhadas pelo governo, se evite que o corporativismo se sobreponha às questões de segurança, embora reconheça que muitas vezes a defesa de alguns direitos é legítima. "Não estamos movidos a mudar direitos. Vamos respeitar as federações", disse. O presidente ressaltou ainda que a sociedade quer uma resposta rápida para o problema da segurança. Lembrou que itens como disciplina e hierarquia não são sujeitos a barganha e negociação. Na solenidade de hoje foram assinados convênios com os governos do Distrito Federal, da Bahia, Goiás e Amazonas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.