FHC pede ação na Justiça contra ACM

O presidente Fernando Henrique Cardoso evitou, mais uma vez, dar uma resposta política a ataques do ex-senador Antonio Carlos Magalhães - que o acusou de ter comandado, na campanha presidencial de 1998, um esquema de caixa-dois pro itnermédio do ex-secretário-geral da Presidência, Eduardo Jorge Caldas Pereira -, mas determinou à Advocacia Geral da União (AGU) que proponha um processo na Justiça contra o ex-parlamentar. Foi o que informou o porta-voz da Presidência da República, ministro Georges Lamazière. "O presidente determinou à AGU ingressar em juízo para responsabilizá-lo por suas infundadas declarações veiculadas pela imprensa?, relatou Lamazière. No noticiário, Magalhães afirma que Fernando Henrique não trabalha, e despacha com os ministros quando quer.O porta-voz contestou, ainda, declaração do presidente do Senado, Jader Barbalho (PMDB-PA), de que já estaria escolhido o novo ministro da Integração Nacional. "O presidente ainda não fechou o nome", assegurou Lamazière. Segundo ele, até as 17h45 de hoje - quando despachava com o presidente -, não havia sido definido o nome do substituto de Fernando Bezerra.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.