FHC não tem candidato, diz Paulo Renato

O ministro da Educação, Paulo Renato Souza, disse esta manhã que os elogios feitos pelo presidente Fernando Henrique Cardoso ao ministro da Saúde, José Serra, em duas ocasiões, não significam que ele tenha preferência por determinados nomes dentro do partido, no que se refere à corrida presidencial do ano que vem. "E quantas vezes ele elogiou a mim? Muito mais, se contarmos quantas vezes ele falou em cadeia nacional sobre educação e me elogiou", afirmou. Segundo Paulo Renato, a tendência "é pegar o último elogio do último dia e extrapolar como se fosse uma decisão do presidente". "O presidente não tem candidato", declarou.O ministro disse que Fernando Henrique deve seguramente coordenar o processo de escolha do nome do PSDB que irá concorrer à eleição presidencial, mas não sabe como isso se dará. "O candidato deverá ser definido até fevereiro. A forma como isso vai acontecer é o partido que vai definir. Ainda não temos uma decisão. Até porque lancei meu nome, mas minha preocupação hoje é com a educação", disse.Para Paulo Renato, os principais desafios para o próximo governo são a continuidade do crescimento econômico e dos avanços na área de educação. "Já melhoramos nesta área, mas é preciso continuar. É nesses dois trilhos que devemos fazer correr a locomotiva do desenvolvimento".O ministro participou nesta manhã em São Paulo da abertura do encontro " A cidadania antes dos 7: o papel da imprensa nos seis primeiros anos de vida de um brasileiro", promovido pela Associação Nacional dos Direitos da Infância (Andi), em parceria com a Fundação Orsa, e do Instituto Ayrton Senna.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.