FHC lança programa para informatizar escolas

O presidente Fernando Henrique Cardoso lança nesta segunda-feira em Sinop o programa Telecomunidade, que irá dotar as escolas públicas de ensino médio existentes no País com computadores. A meta é que até dezembro de 2002, sete milhões de alunos de 13 mil colégios possam contar com os equipamentos. Serão investidos R$ 500 milhões do Fundo de Universalização dos Serviços de Telecomunicações (Fust).A Escola Nilza de Oliveira Pipino foi preparada para receber a comitiva de Fernando Henrique. Às 9h30 - horário local - o presidente chega ao Aeroporto Municipal de Sinop, acompanhado dos ministros Pimenta da Veiga (Comunicações) e Paulo Renato Souza (Educação). De lá, todos seguem para a colégio, onde visitam o laboratório de informática montado pelos técnicos do governo federal."O Telecomunidade é o retorno que agora o setor privado de telecomunicações está dando ao voto de confiança que a sociedade lhe ofereceu com a privatização", disse Pimenta. "É o lucro social da privatização."O Telecomunidade é parte de um ousado projeto do governo federal para os setores de educação, saúde e segurança pública. Na primeira etapa, o programa vai informatizar as escolas, inclusive permitindo que os estudantes tenham acesso à Internet. Pimenta da Veiga quer, no entanto, que os equipamentos, quando não estiverem sendo utilizados pelos alunos da rede pública, possam ficar à disposição da população destes municípios atendidos com o programa.Os recursos são oriundos de contribuições das operadoras de telecomunicações. A expectativa do governo é que possa contar com R$ 1 bilhão este ano. Com isso, outros R$ 300 milhões vão ser destinados para o programa do setor de saúde. As bibliotecas públicas vão contar, nos próximos três anos, com R$ 240 milhões para que possam ser informatizadas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.