FHC lança Política Nacional Antidrogas

O presidente Fernando Henrique Cardoso lança, nesta terça-feira, a Política Nacional Antidrogas (PNA). Ela será divulgada na abertura do 2º Fórum Nacional Antidrogas, que será realizado no Colégio Militar de Brasília.O evento será promovido pela Secretaria Nacional Antidrogas da Presidência da República. Durante três dias, representantes do governo federal e da comunidade acadêmica discutirão formas de implementar a nova política de combate e prevenção ao uso de entorpecentes.?Agora vamos estudar como passar a política antidrogas para a prática?, explicou, nesta segunda, o subsecretário nacional Antidrogas, Paulo Uchôa.Segundo ele, uma das principais preocupações da secretaria, criada em 1998, foi ouvir a sociedade sobre o assunto. Foram colhidas várias sugestões e, nos últimos três anos, o governo testou e eliminou algumas idéias que não deram certo.Uma comissão de peritos deu o formato mais técnico ao corpo de propostas. De acordo com o ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República e secretário Nacional Antidrogas, general Alberto Cardoso, as diretrizes não foram criadas por outros países nem por um pequeno grupo de técnicos.Trata-se, segundo ele, de um produto ?democrático? desenvolvido em parceria com a população brasileira. A Política Nacional Antidrogas, que o presidente Fernando Henrique formalizará no fórum, adota como estratégia principal a chamada ?responsabilidade compartilhada?, ou seja, a cooperação mútua entre o governo, iniciativa privada e cidadãos.O conjunto de ações prevê a conscientização da sociedade sobre o perigo do uso de drogas. Reconhece ainda que a lavagem de dinheiro deve ser combatida, como forma de ?estrangular? o fluxo lucrativo do tráfico no Brasil.O trabalho do governo ainda reconhece as diferenças entre o consumidor, o dependente e o traficante de drogas, tratando-os de forma diferenciada e sem preconceito.Na avaliação de Uchôa, a lei brasileira é muito rigorosa com relação ao consumidor. ?Se o indivíduo for pego fumando um cigarro de maconha e estiver com outro no bolso, ele pode ser enquadrado como traficante?, ressaltou o subsecretário.A PNA será abordada pelo general Alberto Cardoso. O senador Artur da Távola falará sobre O Homem e o Fenômeno Mundial das Drogas. O Grupo Interdisciplinar de Estudos do Álcool e Drogas de São Paulo fará palestra no fórum sobre Riscos à Saúde Associados ao Uso de Drogas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.