FHC ironiza "criticozinhos" e elogia Tasso

O presidente Fernando Henrique Cardoso aproveitou o lançamento do programa Vale Comida, no Ceará, para responder às críticas de que o seu discurso no exterior não representa a ação do governo dentro do País. "Esses criticozinhos, que são apenas parladores, que disseram por que não faz aqui dentro o que diz lá fora, pois estamos fazendo. Estamos fazendo no Brasil o que pregamos lá fora, dizendo não ao que não há condição, porque pode criar problema no futuro, pois sabemos que às vezes a pressão é justa", afirmou.Ele listou uma série de obras e programas sociais lançados por seu governo. E completou: "Ainda não estamos contentes. O Brasil tem muita desigualdade mas estamos caminhando estamos trabalhando". Fernando Henrique disse que sempre teve "horror de demagogo. Sempre tive horror a quem faz discurso e não faz nada".O presidente comentou ainda o programa Seguro-Safra, que foi lançado também hoje, em Petrolina, Pernambuco. Segundo ele, a proposta de criação do Seguro-Safra foi encaminhada ao Congresso na forma de medida provisória. "Tenho certeza de que o Congresso vai aprovar (a proposta) porque não pode ir contra o povo", afirmou.Ressaltou ainda que todos os programas de assistência que o governo desenvolve hoje não existiam há sete anos. "Não tenho receio de prestar contas. Não fiz tudo o queria mas estamos fazendo. Falta um ano. O caminho está aberto, a semente foi lançada", disse.O presidente aproveitou o evento para elogiar o governador do Ceará, Tasso Jereissati (PSDB), pré-candidato à sucessão presidencial. "É um grande governador. Está mudando o Ceará", disse. Segundo ele, Tasso "sabe que vontade política é insuficiente" para executar programas. "É preciso construir com o povo", disse. Para ele, "tudo que está sendo feito é uma revolução em favor do Nordeste".Definiu ainda como "uma alforria para o Nordeste" o lançamento do programa Vale Comida. O presidente comentou ainda o valor do Vale Comida - R$ 15,00: "Pode parecer pequeno para outras regiões do País. Pode parecer que não é nada, mas muitas vezes é o que mata a fome de uma família. É o que é possível neste momento". O presidente ressaltou que para a obtenção do dinheiro, o cidadão não precisa passar por negociação política.Fernando Henrique já embarcou de volta para Brasília.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.