FHC insinua que não negociará reforma ministerial com PFL

O presidente Fernando Henrique Cardoso disse hoje, em Fernando de Noronha, que só irá pensar em reforma ministerial na semana que vem, quando retornar a Brasília. Ele respondeu que não sabe se indicará técnicos para substituir os ministros que precisam renunciar ao cargo até o final da próxima semana para disputar as eleições deste ano e insinuou que não pretende negociar as substituições com o PFL, lembrando que o partido não pertence mais à coalizão do governo.O presidente disse ainda que não está aflito para recompor sua equipe de ministros. "A aflição é só de candidato a ministro e dos partidos, o presidente está calmo", sustentou o presidente, que volta a Brasília amanhã.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.