FHC fecha com aliados nomes de novos ministros

O presidente Fernando Henrique Cardoso concentra-se amanhã em conversas políticas para fechar o compromisso dos partidos da base aliada ao plano de ação governamental e definir os titulares dos ministérios da Previdência e de Minas e Energia. O principal encontro será com o presidente do PFL, senador Jorge Bornhausen (SC), que lidera a ala dos liberais a ser contemplada com as vagas abertas com a saída dos apadrinhados do senador Antonio Carlos Magalhães (PFL-BA). A expectativa é de que Fernando Henrique defina, já nessa reunião, os nomes dos dois futuros ministros, fortalecendo assim a posição de Bornhausen dentro do PFL.Se conseguir fechar os nomes dos substitutos dos "carlistas" Rodolpho Tourinho e Waldeck Ornélas, Bornhausen exibirá seu trunfo na reunião da Executiva Nacional do PFL, marcada para a próxima quinta-feira. Será mais um confronto do dirigente liberal com ACM. As duas alas do PFL vão medir forças. Segundo informou Bornhausen, a decisão será tomada no voto: ou o PFL segue apoiando o governo ou adota uma postura de independência em relação ao Palácio do Planalto. Embora o presidente Fernando Henrique não tenha fechado os nomes dentro do PFL, o nome mais forte para o Ministério da Previdência é do senador José Jorge (PFL-PE), ligado a Bornhausen e ao vice-presidente Marco Maciel. As especulações maiores estão localizadas na pasta de Minas e Energia. O nome do presidente de Furnas, Luis Carlos Santos, chegou a ser cogitado. Nessa articulação, um deputado pefelista seria guindado à liderança do governo na Câmara e Arnaldo Madeira poderia assumir o eventual Ministério do Desenvolvimento Urbano. Essa equação foi discutida em Brasília no fim de semana, mas teria a resistência do PMDB. Os peemedebistas não só querem permanecer na pasta do Desenvolvimento Urbano como cobiçam um dos cargos de líder do governo no Congresso.

Agencia Estado,

04 de março de 2001 | 18h44

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.