FHC faz plano para periferia

A população carente que vive na periferia da capital de São Paulo e do Rio será atendida por novo programa social do governo FHC, que prevê a aplicação, este ano, de R$ 700 milhões na melhoria de vida de 150 mil famílias com renda mensal de até três salários mínimos. O assessor especial da Presidência, Moreira Franco, diz que os recursos, originários do Fundo de Combate à Pobreza, serão aplicados na regularização fundiária das comunidades que vivem em favelas e loteamentos, na construção e melhoria da habitação, assim como em obras de saneamento e rede de eletricidade.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.