FHC fala agora em "exportar para viver"

O presidente Fernando Henrique Cardoso aproveitou hoje a solenidade de lançamento de projetos de energia no complexo industrial e portuário de Pecem, a cerca de 60 quilômetros de Fortaleza, para apresentar uma nova versão do lema "exportar ou morrer". A nova versão passa agora a ser, segundo o presidente, "exportar para viver; vamos viver exportando". O lema exportar ou morrer foi lançado por Fernando Henrique na posse do ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Sérgio Amaral. Fernando Henrique lembrou que a nova expressão foi dita a ele ontem por um dos secretários do governo cearense durante jantar na casa do governador Tasso Jereissatti.O governador anunciou, durante a solenidade, que vai enviar proposta à Assembléia Legislativa do Estado para que o complexo portuário venha a se chamar Mário Covas, em homenagem ao ex-governador de São Paulo morto este ano. Tasso incumbiu o senador Lucio Alcântara (PSDB-CE) de também apresentar proposta neste sentido no Congresso Nacional. Ele disse que a homenagem a Covas serviria para destacar o seu "padrão ético de comportamento por ações e palavras".O presidente almoçou com o governador Tasso Jereissatti, os ministros da Integração Nacional, Ramez Tebet, e do Planejamento e Orçamento, Martus Tavares, além de dezenas de autoridades locais ligadas ao projeto e empresários que investem no complexo. Entre estes empresários, está Eike Batista, que está acompanhado de sua mulher, a ex-modelo e empresária Luma de Oliveira.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.