FHC evita responder críticas de ACM

O presidente Fernando Henrique Cardoso não quis responder diretamente às novas críticas feitas hoje pelo senador Antônio Casrlos Magalhães. Perguntado sobre as dificuldades políticas que enfrentará quando voltar ao Brasil, o presidente afirmou que vai deixar para tratar do assunto no retorno. "Eu dou tempo ao tempo. Os que têm mais experiência de vida, primeiro não buscam acelerar e aumentar as dificuldades. Ao contrário. Em segundo lugar, sabem que é melhor às vezes deixar que o tempo desenhe as situações com maior nitidez. Não tomei nenhuma medida e nem estou ainda preocupado com os desdobramentos que vão ocorrer lá", ponderou o presidente em conversa informal com a imprensa brasileira no sábado à noite. O presidente insistiu para que o Congresso não fique paralisado e disse que não tem o hábito de ficar "pendurado ao telefone" para saber de informações do Brasil quando está no exterior. O presidente participa no domingo da cerimônica de encerramento da Cúpula das Américas, marcada para as 12h30 e deve retornar ao Brasil em seguida.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.