FHC evita falar de política em discurso

O presidente Fernando HenriqueCardoso deixou a política de lado e destacou hoje, durante seu discurso solenidade dereinauguração do Itaú Cultural, na capital paulista, a importância da democratização doacesso da população à cultura e a o ensino e ressaltou os avanços realizados pelo seugoverno nesse campo. Antes de descerrar a placa de reinauguração do Itaú Cultural, Fernando HenriqueCardoso comparou o centro cultural, um espaço multimídia instalado na Avenida Paulista"que se abre para todos" com a evolução do uso da Internet no País e o processocresce nte de alfabetização da população. No campo da educação, o presidentelembrou que 97% das crianças estão na escola e que foram distribuídos nos últimosanos 500 milhões de livros didáticos nos últimos anos. Segundo Fernando HenriqueCardoso, a pesquisa d o IBGE divulgada nessa semana trouxe uma agradável surpresa:a constatação de que cerca de 70% das crianças de 5 e 6 anos estarem na pré-escola."Na escola há comida", disse o presidente. "Podemos até ter casos de desnutrição, masnão temos fome", acrescentou Explosão criativa Na área cultural, ressaltou que o Paísvive uma "explosão da produção no cinema, com mais de 130 filmes". Destacoutambém os esforços para a preservação da memória nacional, por meio da recuperaçãoe conservação de prédios e até mesmo cidades. "Há uma va lorização da história",acrescentou.O presidente destacou também o aspecto "plural" da sociedade brasileira, em um"século que começa marcado pelo fundamentalismo, por crenças cegas". Na saída, opresidente evitou conversar com a imprensa. Fernando Henrique deverá visitar, hoje ànoite, a exposição "Renoir - O pintor da vida", no Museu de Arte de São Paulo (Masp) ,na capital paulista.O Itaú Cultural está sendo reaberto, depois de ter passado por uma reforma queconsumiu R$ 8 milhões, arrecadados na iniciativa privada. O centro cultural foiinaugurado pelo próprio presidente Fernando Henrique Cardoso em 1995.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.