FHC estuda o que fazer ao deixar o Planalto

Na reta final de seu segundo mandato, o presidente Fernando Henrique Cardoso já coleciona convites com propostas de trabalho para quando deixar o Palácio do Planalto, em 1.º de janeiro de 2003. Algumas das mais prestigiadas universidades do mundo, como a de Harvard, nos Estados Unidos, estão de portas abertas para o sociólogo e futuro ex-presidente. Ele tem ainda a opção de fazer palestras no exterior, em eventos da empresa que cuida da agenda do ex-presidente americano Bill Clinton. E pensa ainda em fundar uma organização não-governamental (ONG). Às vésperas de completar 71 anos (em 18 de junho), Fernando Henrique deverá presidir, a partir do ano que vem, o recém-criado Clube de Madri - grupo de 24 ex-chefes de Estado comprometidos com a democracia. E não será por falta de convite que deixará de voltar ao meio acadêmico, em que construiu uma sólida carreira de professor e pesquisador desde 1952, quando se formou em Ciências Sociais na Universidade de São Paulo (USP). Leia mais no Estado

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.