FHC está agindo no caso Sudam, diz porta-voz

O presidente Fernando Henrique Cardoso informou hoje, por intermédio do porta-voz, Georges Lamazière, que não assistiu ao discurso em que o presidente do Senado, Jader Barbalho (PMDB-PA), se defendeu de novas acusações no caso Sudam. Segundo Lamazière, o presidente reiterou que não há razão para abertura de uma CPI sobre esse assunto. "No caso Sudam, o governo está agindo", afirmou Lamazière. Ele ilustrou a afirmação mencionando o fato de que a Polícia Federal prendeu hoje 16 pessoas por determinação da Justiça e do Ministério Público. "Tudo está sendo apurado como nunca antes no Brasil", acredita o presidente, segundo o porta-voz.Lamazière frisou que, segundo o presidente, providências efetivas foram tomadas em órgãos do governo, e nada impede que haja novas investigações, de acordo com a necessidade.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.