FHC embarca para Paris no dia 1º de janeiro

O presidente Fernando Henrique Cardoso deve embarcar para Paris em 1º de janeiro, após passar a faixa presidencial para Luiz Inácio Lula da Silva, onde permanece até meados de abril, procurando, assim, interferir o menos possível no novo governo petista. Sua mulher, Ruth, se manterá na ponte aérea entre São Paulo e Paris para acompanhar e supervisionar a reforma do novo apartamento do casal, na Rua Rio de Janeiro, também em Higienópolis. O imóvel foi adquirido do banqueiro Edmond Safdié, ex-dono do Banco Cidade. O novo local de trabalho de Fernando Henrique será um andar do prédio do Jóquei Clube Paulista, no centro da cidade de São Paulo.Na noite de ontem, FHC, acompanhado de dona Ruth, e sua filha Beatriz, jantou na casa do embaixador brasileiro na Itália, Andrea Matarazzo, no bairro do Morumbi, na zona sul de São Paulo. Fernando Henrique havia recebido em sua casa, no meio da tarde, a visita do amigo Jovelino Mineiro, empresário e sócio do presidente na Fazenda Córrego da Ponte, em Buritis (MG). Jovelino estava com sua mulher, Carmo, e com seu filho, Bento. O presidente passou o resto da tarde no seu apartamento, no bairro de Higienópolis, e no início da noite saiu desvencilhando-se da imprensa.No seleto jantar oferecido por Matarazzo e sua mulher, Sônia, estavam presentes o senador José Serra (PSDB-SP), sua mulher Mônica e sua filha Verônica. O governador Geraldo Alckmin (PSDB) e sua mulher, Maria Lúcia, estiveram no encontro para cumprimentá-los. Pelo que se apurou, a conversa foi amena e descontraída, procurando relaxar o clima pré-eleições.O embaixador volta para Itália na terça-feira, tendo terminado sua licença oficial, retomando os trabalhos diplomáticos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.