FHC e Gurgel são convidados a esclarecer Lista de Furnas no Congresso

Susposto esquema teria servido para abastecer campanha do PSDB em 2002

João Domingos, Agência Estado

12 de dezembro de 2012 | 14h05

BRASÍLIA - Em retaliação à oposição que quer ouvir o empresário Marcos Valério sobre as denúncias de que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva teria se beneficiado com o esquema do mensalão, aliados do governo aprovaram nesta quarta-feira, 12, requerimentos para que o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso e o procurador-geral da República, Roberto Gurgel, compareçam ao Congresso e prestem esclarecimentos sobre a "Lista de Furnas".

Suposto esquema teria sido montado durante gestão do então presidente FHC para abastecer a campanha tucana nas eleições de 2002. O requerimento é do líder do PT, Jilmar Tatto, com base na "Lista de Furnas", com supostas doações a políticos da base do então presidente FHC, nas eleições de 2002.  A "lista" surgiu durante a CPI dos Correios, em 2005, como tentativa de ofuscar as investigações sobre o mensalão e depois foi considerada falsa pela Polícia Federal.

O convite a Roberto Gurgel foi feito pelo senador e ex-presidente Fernando Collor de Mello (PTB-AL). Ele quer que o procurador explique como se dá a integração dos órgãos de inteligência nas investigações, como as que ocorreram nas operações Vegas e Monte Carlo, que levaram o empresário Carlinhos Cachoeira para a cadeia.

Tudo o que sabemos sobre:
FHCGurgelconvocaçãoCongresso

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.