FHC diz ser a favor da abertura de arquivos da ditadura

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso disse ontem ao jornal O Estado de S. Paulo ser a favor da abertura de todos os arquivos da época do regime militar, mas adiantou que a dificuldade será encontrar os documentos. "Eu mesmo falei com eles (os militares) quando presidente e eles insistem que não há documentos."

AE, Agência Estado

26 de janeiro de 2011 | 09h03

Ele disse também ser contra a ideia de prolongar por mais 50 anos o sigilo sobre os arquivos militares, definida no decreto 4.554/02. "Eu fui acusado de ter proibido a abertura de arquivo por 50 anos. Aquilo ocorreu no meu último dia (no governo) e alguém colocou um papel para assinar lá", justificou-se. "Eu sou contra isso. Temos sim de abrir os arquivos." As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Tudo o que sabemos sobre:
ditaduraFHCarquivosabertura

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.