JF DIORIO/ESTADÃO
JF DIORIO/ESTADÃO

FHC diz querer ‘ver primeiro’ e ‘depois julgar’ o governo Bolsonaro

Ex-presidente afirma que é contra 'opiniões precipitadas' e revela que votou nulo no segundo turno das eleições

Pedro Venceslau, O Estado de S.Paulo

17 Dezembro 2018 | 21h25

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso afirmou nesta segunda-feira, 17, durante palestra em São Paulo, que quer “ver primeiro para depois julgar” o governo Jair Bolsonaro e que é "contra opiniões precipitadas". "Minha torcida é a favor do Brasil”, disse.

FHC ainda afirmou que a eleição de Bolsonaro representa o “fim de um ciclo”, que começou com a Constituinte, que tinha como pensamento majoritário o monopólio do Estado. “Acho que o novo governo vai terminar um ciclo. Esse ciclo já estava morrendo. Precisa morrer. Não sei se ele (Bolsonaro) será capaz de criar outro ciclo. Tenho uma interrogação”.

No fim da palestra, que durou três horas, FHC revelou que votou nulo no segundo turno das eleições. “Eu não votei nele (Bolsonaro), e também não votei no PT”, disse o tucano.

A palestra de FHC marcou o encerramento do programa de formação de jovens “Legado para Juventude”, iniciativa idealizada por ele e pela educadora Daniela de Rogatis. No evento, ele também lançou o livro Legado Para a Juventude Brasileira – Reflexões sobre um Brasil do qual se orgulhar.

O ex-presidente e a educadora começaram a idealizar o projeto em 2013, no auge das manifestações de junho. A iniciativa é voltada à preparação de jovens lideranças empresariais e ao aprofundamento do debate sobre a transição geracional em diversos setores da sociedade brasileira.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.