FHC diz que Lei Fiscal não foi abalada

O porta-voz do Palácio do Planalto, Alexandre Parola, divulgou na noite desta sexta-feira uma afirmação do presidente Fernando Henrique Cardoso sobre a decisão em que os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) concederam liminar a partidos de oposição em ação que extingue dispositivos da Lei de Responsabilidade Fiscal. "O presidente informa que o próprio Ministério da Fazenda já veio a público para explicar que não há qualquer abalo nos compromissos fundamentais com o equilíbrio fiscal", disse o porta-voz.Em Belo Horizonte, o presidente da Câmara dos Deputados, Aécio Neves (PSDB), informou que a Câmara irá reunir todos os esforços para manter o texto da Lei de Responsabilidade Fiscal da forma como foi aprovado. Segundo ele, a lei foi um marco na administração pública do País e "enterrou a irresponsabilidade dos administradores públicos".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.