FHC diz que educação é agenda nova para o País

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso afirmou hoje, em palestra para mais de mil empresários, que falar em agenda nova para o Brasil não é falar das reformas da Previdência, tributária ou outras, mas é falar da agenda da inovação, que leva em conta principalmente a educação. "Agenda nova não é a que estamos nela, pois a das reformas é antiga e eu já falava disso há muito tempo. Agenda nova é a da inovação. Junto com educação temos que buscar de maneira obsessiva o acesso a novos mercados", afirmou Fernando Henrique, na palestra As Perspectivas do Brasil no Mundo em Transição, promovida pela Associação dos Dirigentes de Vendas e Marketing do Brasil (ADVB).Ao responder às perguntas dos empresários, Fernando Henrique disse não acreditar que o governo atual mudou taticamente a posição de seus dirigentes. "Acho que dado à situação atual, decidiram agir de uma maneira coerente e responsável com o País. E espero que isso dure, porque sei das dificuldades de se manter num certo caminho, apesar das críticas no próprio governo." Sem citar diretamente o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Fernando Henrique disse que não houve ruptura nos rumos do País, principalmente pela compreensão do atual presidente da República. Ao ser questionado sobre o conselho que daria a Lula, FHC disse: "Espero que ele seja fiel a ele mesmo, aos seus impulsos e à esperança dos que votaram nele. E que continue levando o Brasil por este caminho. Com isso, terá todo o meu apoio."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.