FHC diz que é contra manobra para evitar cassações

O presidente Fernando Henrique Cardoso disse hoje, em Quebec, no Canadá, que é contra qualquer manobra para evitar a cassação dos senadores José Roberto Arruda (PSDB-DF) e Antônio Carlos Magalhães (PFL-BA), acusados de envolvimento na violação do painel eletrônico de votação no Senado.O presidente respondeu à pergunta como ex-senador e líder do PSDB. "Não existe meu apoio e nem minha decisão para que se faça qualquer manobra para evitar a cassação. Pelo menos no que diz respeito ao PSDB, porque o resto é decisão do Legislativo", afirmou o presidente, após o café da manhã com o presidente da Argentina, Fernando de la Rúa.O presidente defendeu a apuração de todos os fatos envolvendo as denúncias de violação do painel eletrônico de votação no Senado. "Estamos no momento de esclarecer as questões. Os fatos têm que ser revelados no âmbito próprio que é o Senado", afirmou.FHC garantiu que o governo não quer esconder nada sobre o episódio porque "não tem nada a temer". "Tem-se a temer que o povo brasileiro sofra pela incapacidade política de resolver as questões, de poder resolver os problemas de uma forma equilibrada e no âmbito próprio", afirmou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.