FHC diz que Dirceu faz má política com fala "explosiva"

O ex-presidente da República e presidente de honra do PSDB, Fernando Henrique Cardoso, afirmou hoje que o ministro-chefe da Casa Civil, José Dirceu, faz "má política" ao criticar sua gestão no governo de forma insistente e de maneira "explosiva"."Acho que em política nós devemos obviamente ter emoção, mas devemos conter esta emoção para não produzirmos mais dificuldade adiante. Toda hora ele (Dirceu) produz dificuldades mais adiante pela explosividade. Acho melhor não fazer isso", disse o ex-presidente."Você conhece o temperamento dele (Dirceu). O meu é diferente. Se ele fala uma coisa mais audaciosa, com verbo forte, retórica, eu ouço e deixo passar, digo que isso é emocional. Eu sempre penso no Brasil, na construção, no futuro. Não quero queimar pontes nunca. Ele não quer também. Ele queima sem querer, mas queima pontes. É má política", afirmou Fernando Henrique, antes de participar de seminário em Porto Real, no Sul Fluminense.Esta semana, José Dirceu declarou que o PSDB "não tem autoridade moral" para criticar a condução do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e a atuação dos fundos de pensão."O PSDB tem autoridade moral para falar em recursos do BNDES e fundos de pensão depois de tudo o que aconteceu no País durante os oito anos que governaram? Nós saneamos, reorganizamos e reorientamos o BNDES", declarou o ministro.Durante a palestra, Fernando Henrique também citou que o setor privado pode não vir a participar das Parcerias Público Privadas (PPPs) por medo de eventual ingerência do governo.Pouco depois de falar sobre o estilo de Dirceu, Fernando Henrique comentou críticas feitas pelo ministro do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Patrus Ananais. "O que ele (Patrus) está pensando é no modelo de ação social dependente só do Estado. Eu não acredito nisso. Quando o ministro disse que no meu governo nós desarticulamos (a área social) eu digo não, o que eu fiz foi rearticular o Estado com a sociedade".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.