FHC diz que bolsa-escola atingiu 2 milhões de famílias

O presidente Fernando Henrique Cardoso anunciou hoje, em seu programa semanal de rádio, que o Programa Bolsa-Escola alcançará, esta semana, um universo de dois milhões de famílias. "Começamos a distribuir a bolsa-escola há quatro meses e, a esta altura, já beneficiamos a metade dos municípios brasileiros", afirmou o presidente. Ele disse que esta é "a melhor política da história do País para colocar todas as crianças na escola e, também, uma maneira eficaz de distribuir melhor a renda e reduzir as diferenças sociais". Fernando Henrique lembrou que podem ser cadastradas no programa todas as crianças com idade entre seis e 15 anos, cujas famílias tenham renda máxima de meio salário mínimo ou seja, R$ 90,00 mensais por pessoa da casa. Com o dinheiro da bolsa, segundo o presidente, as famílias podem comprar material escolar, roupas e calcados, e até melhorar a alimentação dos seus filhos.O presidente fez uma conclamação no sentido de que as comunidades criem seus conselhos de acompanhamento do Bolsa-Escola e disse que metade dos representantes destes conselhos ano podem ter nenhum vinculo com as respectivas prefeituras, para permitir uma melhor fiscalização no sentido de que o dinheiro chegue efetivamente às mãos de quem dele precisa realmente. Ele fez, também, um apelo aos prefeitos para que colaborem no cadastramento das crianças carentes, para que a bolsa-escola possa ser dada a mais de 10 milhões de crianças e adolescentes ate o fim deste ano.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.