FHC descarta mudanças em Secretaria do Desenvolvimento Urbano

O presidente Fernando Henrique Cardoso descartou nesta sexta-feira mudanças na Secretaria do Desenvolvimento Urbano, órgão vinculado à Presidência da República e comandado por Ovídeo de Ângelis (PMDB). "O presidente não cogita mudanças", informou nesta sexta-feira o porta-voz da Presidência, ministro Georges Lamazière.Responsável pela implantação de políticas de melhoria de vida nas áreas metropolitanas do País, a secretaria seria transformada em ministério. As especulações sinalizando a troca de comando e status na secretaria do Desenvolvimento Urbano vêm sendo retomadas na esteira da briga pelo comando das Casas do Congresso.O comando da secretaria poderia ser oferecido para acomodar aliados que venham a perder espaço na briga pelo Congresso. Lideranças governistas e operadores políticos do governo apostam que Fernando Henrique anunciará uma reforma ministerial pontual com este objetivo assim que forem definidos os novos presidentes da Câmara e do Senado, em meados de fevereiro.Enquanto descarta modificações profundas no ministério, o presidente endossou nesta sexta-feira a transformação da Sudam e da Sudene em órgãos de fomento. Segundo o porta-voz, partiu de Fernando Henrique a sugestão para que o modelo das duas superintendências fosse revisto. "Os estudos estão em curso e o ministro Fernando Bezerra (Integração Nacional) estabeleceu prazo até março para a sua conclusão", disse Lamazière.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.